06/01/2019

A lenda do tigre e dos cem dragões!

Conheça a lenda que provavelmente inspirou a criação do personagem Dohko de Libra na série Os Cavaleiros do Zodíaco, de Masami Kurumada.
Naiya era o filho do Supremo Deus Dragão, chamado Shen Wo ("Go Rozan" no Japão), com uma jovem humana.
Quando criança Naiya se destacava nas artes marciais sendo chamado de "Pequeno Tigre (Dohko)", possuía força descomunal o que chamava a atenção de lutadores de todos os lugares da Ásia, porém nenhum deles era páreo para o garoto.
Os Sete Deuses Demônios viram Naiya como uma ameaça e enviaram várias hordas de demônios atrás dele, porém nenhum destes demônios sobrevivia ao desafiá-lo!
Na adolescência, Naiya encontrou como adversário o filho de um deus Demônio, sua aparência era de um dragão; o demônio explicou ao rapaz que adquiriu esta aparência, pois havia derrotado 100 Dragões Sagrados e agora seus espíritos residiam em seu interior. Naiya por fim também conseguiu derrotá-lo e os 100 dragões foram libertados. O líder entre os Sete Demônios, tomado por ira, por seu filho ter sido morto, ordenou que eles matassem Naiya.

O primeiro deles conseguiu facilmente matar o garoto e os demônios comemoraram esta vitória espalhando o caos pela Terra.
Shen Wo ao ver seu filho morto, e não podendo fazer nada, se retirou aos Céus, mas não esperava que um tigre se sacrificasse para dar a vida ao jovem morto! Naiya se reergueu e os 100 espíritos dos lendários dragões divinos estavam agora ao seu lado, o ajudando. Shen Wo já não podendo voltar à
Terra, lançou dos Céus uma lança e um par de rodas flamejantes para que seu filho pudesse se locomover no céu, agora o rapaz era um deus!
Naiya com todo seu poder matou os seis demônios e manteve o último como prisioneiro. O seu esforço foi visto pelo Deus Primordial da Longa Vida que elevou sua divindade aos Céus e deixou sua parte física na Terra, na forma de um Tigre Sagrado, protegido pelos 100 espíritos de dragões.

Um comentário: