05/03/2018

Nishii Terumi postou arte de Dégel de Aquário com mensagem referente à sequência de The Lost Canvas!

Nishii Terumi, designer dos personagens de Knights of the Zodiac, e que também trabalhou na animação de The Lost Canvas e Omega, postou ontem (04/03) através de sua conta oficial no Twitter (@NishiiTerumi) uma ilustração de Dégel de Aquário, um dos personagens da saga The Lost Canvas, junto com uma curiosa mensagem:
"Esperando a sequela do anime...(͒ ඉ. ̫ ඉ ̀ ͒)"
No entanto, como ela costuma dizer sempre, vamos tomar a ilustração apenas como uma "fanart" sem nenhum significado.
...

Não temos o intuito de espalhar especulações e não desejamos fazer com que os fãs do anime The Lost Canvas, que esperam a continuação do anime desde 2011, criem esperanças em vão. No entanto não podemos deixar passar em branco alguns fatos: é curioso notar que a Editora JBC, responsável por lançar os mangás de Saint Seiya no Brasil, já há algum tempo tem lançado apenas (com algumas exceções) mangás cujo os futuros projetos de animações serão anunciados ou já estão em produção.
Tomamos como exemplo Saintia Shô, anunciado pela JBC em Abril de 2016 e tendo o seu primeiro volume lançado em Outubro de 2016 no Brasil. Bastante curioso o anime ter sido anunciado alguns meses depois, em Dezembro de 2016. Outro exemplo foi o Kanzenban da saga Clássica de Cavaleiros do Zodíaco, anunciado pela Editora JBC no final de Setembro de 2016 e lançado em Dezembro de 2016 na CCXP. E seguindo essa linha em Agosto de 2017 foi anunciado a série Knights of The Zodiac, um remake da saga Clássica. Recentemente, em Fevereiro deste ano foi anunciado pela Editora JBC o lançamento de uma edição de colecionador do mangá The Lost Canvas.  Então a questão que abordamos aqui é: "Qual a probabilidade de nos próximos meses algum anúncio referente ao anime The Lost Canvas ser feito?"
Como falei anteriormente não temos o objetivo de especular nada baseado em algumas informações sem fontes fundamentadas que comprovem que a JBC vem lançando ou relançando mangás cujas animes ou live-action estão prestes a vir à luz.
Para concluir, não podemos esquecer que em Dezembro de 2016 Kozo Morishita, presidente da Toei Animation e antigo diretor da saga Clássica, esteve no Brasil e durante a CCXP revelou que a Toei Animation estava envolvida em três novos projetos de Os Cavaleiros do Zodíaco: um anime (revelado dias depois se tratar de Santia Shô), uma seérie em computação gráfica (o remake Knights of the Zodiac) e por fim um live-action, cujo os detalhes sobre o enredo até hoje não foram revelados. Imaginamos que há a grande possibilidade do live-action ser focado em Next Dimension, ou talvez em The Lost Canvas (depois desse tweet da Nishii Terumi juntamente com o mais recente anúncio da JBC), uma vez que a saga Clássica já faz parte do projeto que será lançado através da Netflix e não seria do feitio da Toei Animation lançar dois projetos focados na mesma saga.

Uma coisa é certa, em breve o live-action será anunciado, e pode se tratar de uma história original (como Soul of Gold foi), porém até o momento o desejo da maioria dos fãs seria de fato a sequência de The Lost Canvas em anime (pela TMS, algo que não se encaixaria nesses projetos que pertencem a Toei Animation), e acreditamos que um longa-metragem não corresponderia as expectativas que os fãs tem de assistir a final da Guerra Santa do século XVIII de forma que não seja resumida como foi a Batalha das Doze Casas no longa A Lenda do Santuário.

2 comentários:

  1. Tem aquecido cada vez mais essa possibilidade principalmente por conta do grande apelo com o publico no ocidente e claro a possibilidade do anime da Netflix entrar de vez no mercado americano o que traria a série a um novo nível bem mais próximo de Lost Canvas em evolução de história do que na série clássica e por consequência poderiam ser obrigados a continuar o anime.

    ResponderExcluir
  2. Antes de tecer especulações devemos lembrar que seja o que for, Cavaleiros do Zodíaco é uma franquia rentável aqui no Brasil. Fã de CDZ compra qualquer porcaria que leve a marca.
    Lançar Saintia Shô no Brasil meses antes do anúncio do anime é mera coincidência, já que a data de referência em relação ao anime é o lançamento do mangá no Japão. O mesmo vale para o Kanzenban e o remake em CGI. Nesse ponto as datas de lançamento no Brasil e o anúncio das produções não possuem relevância alguma. Entretanto, a republicação de Lost Canvas ficou com uma cara bem "marqueteira", visando aproveitar a busca pelos quadrinhos decorrentes das próximas animações. Mas também devemos levar em conta a quantidade de fãs que buscam pelos volumes dessa história, o que não é pouco não.
    Em fim, acredito que não haja relevância nenhuma nessa questão de anúncios, publicações e datas. Só verá isso quem quiser enxergar assim.

    ResponderExcluir