24/03/2018

Espectros são espíritos malignos encarnados ou humanos recrutados por Hades?

Ainda hoje existem muitas dúvidas entre os fãs de Cavaleiros do Zodíaco sobre diversos detalhes do universo criado por Masami Kurumada. Uma destas dúvidas que foi pouco esclarecida na franquia é sobre a origem dos Espectros que compõem o exército do Imperador Hades. São 108 Espectros divididos em Estrelas Celestes e Estrelas Terrestres, além de Soldados rasos.

Os Cavaleiros de Atena são guerreiros que passam por um rigoroso treinamento desde crianças, para aprender o domínio do cosmo e baseado em sua constelação regente obter uma das 88 Armaduras do exército de Atena, que são divididas entre as patentes de Bronze, Prata e Ouro. Por outro lado os Espectros de Imperador do Submundo já surgiram como guerreiros sedentos no início da saga de Hades, porém como chegaram a tal ponto nunca foi mostrado, devido o mangá/anime ser contado pelo ponto de vista dos Cavaleiros de Atena. E muitos fãs se perguntavam, se assim como os Cavaleiros Renegados, os Espectros eram mortos que voltaram a vida pelas mãos do Imperador Hades.
A verdade é um pouco mais complexa que isso: Durante a batalha de Mu de Áries contra o Espectro Myu de Papillon, a Estrela Terrestre Sinistra, o Cavaleiro de Ouro revelou ter esta mesma dúvida sobre a real origem dos guerreiros de Hades, a qual o Myu esclareceu, explicando que os Espectros não eram fantasmas ou mortos ressuscitados, mas na verdade eram pessoas vivas. Eles eram humanos que viviam na Terra, mas quando o selo de Atena, que aprisionava a alma dos Espectros, perdeu a validade, suas almas de Espectros despertaram em seus corpos, os dominando e os tornando soldados de Hades.
Sendo seguidores do deus Hades, que era capaz de fornecer um corpo físico para as almas mortas. O conceito de morte não existia entre os soldados de Hades até a criação do rosário de 108 contas, no século XVIII, que selava a alma de um Espectro quando este era morto, o impedindo de ressuscitar. Deste modo todos os 108 Espectros foram selados por Atena na última Guerra Santa, porém o Selo de Atena perdeu seu efeito 243 anos depois e os 108 espectros se libertaram, dando início a mais uma Guerra Santa.

Apesar de em cada Guerra Santa despertarem em um corpo diferente, estes guerreiros são os mesmos 108 Espectros eleitos que lutam por Hades desde os tempos mitológicos. Com essa afirmação, fica claro que em todas as Guerras Santas contra Hades, as estrelas malignas sempre foram as almas dos Espectros originais (com algumas exceções, como por exemplo Suikyo de Garuda em Next Dimension) dominando novos corpos prontos para enfrentar uma nova Guerra Santa pela posse da Terra e definir assim o destino da humanidade.

2 comentários:

  1. CDZ mexe com reencarnação. Masami deixou isso claro, com o espanto de Hades, ao ver a face de Seiya.

    ResponderExcluir
  2. Vejo os Espectros como encarnações. Entretanto, até o momento, esse ponto de vista também não está claro dentro do cânone de CDZ.

    No mangá clássico, no início do arco de Hades, Dohko vê as almas saindo do local onde estavam seladas. Após isso surgem os Espectros. Dá-se a entender que os espíritos dos Espectros encontraram seus hospedeiros, possuíram os corpos e partiram pra luta. Nesse caso não se sabe se o nome do Espectro é o nome do espírito ou da pessoa. Mas, como os espíritos se livraram do selo e possuíram os corpos, é mais lógico que o nome do Espectro é o nome do espírito e não da pessoas que foi possuída. Isso funcionou até o lançamento de Next Dimension.

    Em ND temos 3 personagens que já apareceram no mangá classico: Grifo, Garuda e Sapo. No mangá clássico são Minos, Aiacos e Zelo. Em ND os mesmos Espectros são Vermeer, Suikyo e Meehan. São pessoas diferentes com nomes diferentes. Aqui não podemos dizer que são os espíritos dos Espectros que possuíram corpos, mas que são pessoas que lutam por Hades. Contraditório, não? Mas contradição é coisa típica do Kurumada.

    Um saída interessante foi escrito pela Shiori no LC. Após Garuda ser derrotado Sísifo, Hades fala com o Espectro e diz que ele seria rebaixado, deixando de ser Aiacos de Garuda para voltar a ser Suikyo. Isso mostra que quem decide a situação do Espectro é o próprio Hades, tendo em suas fileiras tanto os espíritos dos Espectros originais quanto pessoas dispostas a lutar por ele.

    ResponderExcluir