01/09/2017

Há 23 anos estreava Os Cavaleiros do Zodíaco no Brasil!

Há 23 anos, dia 1 de Setembro de 1994, a primeira geração de fãs brasileiros de Cavaleiros do Zodíaco tinha o primeiro contato com a franquia, na estreia do anime na extinta Rede Manchete.
A história do jovem Seiya de Pégaso, que se tornou um Cavaleiro de Atena para conseguir encontrar a sua irmã, logo conquistou o público se tornando uma febre no país e um dos animes de maior sucesso no Brasil. O público brasileiro até então nunca tinha presenciado um sucesso igual como houve com a chegada da franquia Saint Seiya ao país.

Tudo começou quando a Samtoy, a representante da Bandai no Brasil, resolveu investir no anime. Isso, contando com a possibilidade do anime fazer o mesmo sucesso e ganhar a mesma popularidade que teve em outros países onde estreara anteriormente. Na época a Manchete era conhecida por passar diversas séries de tokusatsu. Ao terminar de acertar a programação, a Samtoy ainda ajudou a emissora, que na época passava por uma terrível crise financeira. O acordo foi a oferta dos primeiros 52 episódios totalmente gratuitos e, em troca, seriam exibidos os comerciais da Samtoy. Os horários iniciais de Os Cavaleiros do Zodíaco foram às 10h30, no programa Dudalegria (com Duda Little), e às 18h30 no programa Clube da Criança (com Pat Beijo). Segundo informações, houve problemas técnicos na exibição matinal logo na estreia. Mas, a partir do segundo dia, foi tudo normalizado. A série virou imediatamente assunto entre todos os jovens. O cair da tarde era considerado sagrado e se tornou um hábito interromper qualquer atividade neste horário para assistir os novos heróis. Era comum os fãs gravarem a exibição da manhã, assistir à tarde e ver o mesmo episódio à noite na reprise. Posteriormente, o anime ganhou exibição dominical entre Outubro de 1994 e Maio de 1995, das 19h00 às 20h00.

Confira a abertura original da Rede Manchete:


Em 2003 a saga Clássica voltou a ser exibida, desta vez pelo canal por assinatura Cartoon Network, e no ano seguinte, 2004, retornou a televisão aberta na Band (Rede Bandeirante de Televisão), em ambas as exibições o anime tinha ganhado uma nova dublagem, pela Álamo, assim como novas aberturas e encerramentos, baseados na versão japonesa. Em Outubro de 2016, o anime começou a ser exibido através da Rede Brasil em uma versão remasterizada em alta definição, sendo reprisado, desde o início da saga, em Fevereiro de 2017.
Por ser adaptado de um mangá não recomendado para menores de 14 anos, Os Cavaleiros do Zodíaco recebeu variadas classificações restritivas e censura. Eduardo Miranda, o chefe da divisão de cinema da Manchete, só aprovou a exibição do anime na Rede Manchete após receber cinco episódios completos da Samtoy. Em 2004, para poder transmitir em qualquer horário com classificação livre na televisão aberta, a Band editou todos os 73 episódios da Saga do Santuário que eram inadequados para menores de 12 anos. Após o início da transmissão na Band, a Playarte conseguiu autorização pra distribuir as versões originais dos episódios (sem cortes) em DVD, algo que ocorreu ainda em 2004.
Em 2016 a Playarte anunciou o relançamento da saga Clássica em Blu-Ray (remasterizada em Full HD), e o lançamento dos volumes começará a partir de Outubro de 2017, com o Pegasus Box, que conta com os primeiros 22 episódios do anime.
Apesar de hoje fazer 23 anos que o anime estreou no Brasil, já faz quase 31 anos que estreou no Japão (em 11 de Outubro de 1986), contudo, em Agosto de 2017 foi anunciado que o estúdio responsável pela animação da saga Clássica, a Toei Animation, está produzindo, em conjunto com a provedora de filmes e séries Netflix, um remake do anime utilizando a tecnologia de Computação Gráfica. A renovação da história de Saint Seiya neste novo formato apenas constata o quão forte a franquia está impregnada no mundo, e mesmo se tornando mutável com o decorrer dos anos, nunca perderá a sua essência. Assim como jamais esqueceremos da primeira vez que mergulhamos no mundo dos jovens guerreiros de Atena. O sucesso que a primeira geração de fãs presenciou desde a chegada do anime no país, ainda ecoa com a mesma intensidade, fascinando a nova geração que a cada dia descobre as quão fantásticas são as batalhas dos Cavaleiros da Esperança pela paz na Terra.

Nenhum comentário:

Postar um comentário