02/02/2017

Episode.G Assassin - Capítulo 68

A Champion Cross lançou o 68° capítulo do mangá Saint Seiya: Episode.G Assassin através do seu site. Abaixo pode ser conferido um detalhado resumo. Avisamos que contém spoilers.  

Capítulo 68 - Aquele que Acredita
Tatsumi se encontra diante do atual Grande Mestre do Santuário, Kanon, esclarecendo que a Fundação Kido tem controle sobre veículos de informação, mas que existe um certo limite, e os incidentes causados pelas intensas batalhas dos Cavaleiros contra os Gladiadores causaram grande estrago. Se tais incidentes continuassem a ocorrer, a verdade acabaria sendo exposta ao mundo. A fundação era o elo do Santuário com o resto do mundo e Tatsumi estava preocupado com os gastos exagerados de recursos para manter as batalhas em segredo absoluto. O Grande Mestre Kanon se mostrou um pouco contrariado, pelo poder do Santuário não ser onipotente como ele gostaria que fosse. Tatsumi revelou que a Fundação tinha gastado muito para reconstruir tudo que fora destruído nas batalhas, porém a pedido da própria Saori Kido, os Cavaleiros deveriam ter mais cuidado nas futuras lutas, de modo que o estrago que causassem fosses menores. O Grande Mestre aceitou transmitir as recomendações aos Cavaleiros, porém Tatsumi se mostrou incrédulo na obediência dos guerreiros, uma vez que os considerava moleques egoístas. O Grande Mestre encerrou a conversa alegando que aquela reunião já tinha se estendido mais do que deveria.
Um rapaz elegantemente trajado como mordomo se aproximou de Tatsumi, e ao ser perguntado sobre o transporte, respondeu que o jatinho já estava pronto. Tatsumi se apressou, falando que tinha uma reunião nos Estados Unidos da América. Ignorando a pressa do outro, Kanon se dirigindo ao rapaz, disse que já fazia um bom tempo que não se viam e que ele estava muito elegante. O jovem mordomo revela ser Jabu de Unicórnio, que agora servia a família Kido para proteção de Saori e Tatsumi, mesmo sendo contra o desejo do antigo mordomo. Jabu questionou Kanon sobre a veracidade na informação de que Seiya estava envolvido nas batalhas contra os Gladiadores. O Grande Mestre do Santuário não ousou dar informações, alegando que não sabia de nada a respeito, porém por fim ele concluio a conversa dizendo que a flecha sagrada que atravessa as estrelas ainda estava brilhando!
Tatsumi e Jabu saíram, com o antigo mordomo criticando o jovem Cavaleiro por sua nova função, porém perdido em seus pensamentos Jabu diz para si mesmo que iriam proteger Atena até o momento em que Seiya voltasse.

Em Kannon Yama, no Japão, um homem grandalhão, com uma certa semelhança com um antigo Cavaleiro de Ouro de Atena, conversava com outro homem sobre o destino, o grandalhão dizia que os deuses não existiam apenas para satisfazer nossos desejos, e que era preciso encontrar o nosso caminho. Ele continuava falando que os deuses até podiam ajudar um pouco, mas que no final a nossa salvação dependia inteiramente da nossa própria força, o destino era criado a partir do caminho que o próprio homem escolhia trilhar. Então o gigante, cuja a identidade permanecia oculta, disse para o estranho que ele devia escolher se era um aliado ou um inimigo. Curioso o homem perguntou o que aconteceria se ele caso decidisse ser um inimigo. Mostrando um de seus punhos monstruosos, o grandalhão deixou claro de que, se este fosse o caso, ele o destruiria ali mesmo.

Shura se encontrava caminhando em Heike Machi, no Japão, com Kokuto em seu ombro, logo após ter saído do hospital. Kokuto dizia não acreditar que Shura estivesse completamente curado, depois de batalhar contra os Gladiadores e em seguida ter um confronto no Mundo dos Mortos, do qual o capricorniano quase não retornava. Shura se mostrou agradecido por todos que o ajudaram, porém mesmo não estando completamente curado, ele podia lutar e era isso o que bastava. Kokuto irritado alega que Shura não precisaria lutar desta maneira caso ele conseguisse recuperar sua forma humana, como o Cavaleiro de Ouro Saga de Gêmeos! Mas admite que devia haver algum motivo oculto para ele permanecer naquela forma de coruja. Shura admitiu que mesmo não estando como um humano, ele ainda era seu amigo e um Cavaleiro de Ouro, e estar em sua companhia o deixava muito feliz.
Em seguida o Cavaleiro de Ouro se mostrou preocupado com Aiolia de Leão, que se encontrava no mesmo hospital em que ele estava a pouco, porém com ferimentos bem mais graves. Kokuto se surpreendeu pelo fato de alguém ter conseguido derrubar o Leão Dourado de tal maneira, e Shura o explicou que, ao que parecia, aquilo fora o resultado de uma luta que o próprio Aiolia desejara, um desafio para superar seu karma, ou adquirir um karma, e que se fosse mesmo isso, o Cavaleiro de Leão fora submetido a dor final, a Antares!
Shura e Kokuto discutem sobre os antigos Cavaleiros que retornaram ao mundo dos vivos, e chegam a conclusão de que alguns desses Cavaleiros poderiam ter ressuscitado muito antes deles, e que eles poderiam estar vivendo durante anos naquele mundo. No entanto, no final, se reunir com Atena seria o destino dos doze Dourados.

No meio da caminhada Shura se encontra com Yoshino, pois iriam para a casa dela, explicar aos seus pais tudo o que havia acontecido e se mostrar como um aliado. Durante a longa caminhada, Yoshino revelou que seus pais biológicos haviam morrido há muito tempo, e ela fora criada por pais adotivos, os quais ela amava muito. A casa dela fica afastada, perto das montanhas, e a medida que caminham, Yoshino revelou um pouco mais sobre seus pais; sua mãe era muito rigorosa e muito bela, e seu pai era um homem muito bondoso e prestativo.
Finalmente chegando ao local, Shura descobriu que a casa era na verdade um templo. Então um homem grandalhão, dos punhos fortes, se aproxima dos dois, e com uma voz conhecida agradece a Shura por ter protegido a sua filha. O Cavaleiro de Capricórnio fica intrigado pelos conhecidos olhos do homem, então entende que o pai adotivo de Yoshino estava vivendo no mundo dos vivos há muito tempo, e vinha acumulando uma longa história de lutas heroicas.

"Já faz muito tempo, estou feliz em revê-lo Shura" falou o grandalhão para o recém-chegado.
"Digo o mesmo, Aldebaran." respondeu Shura para seu velho amigo.


Um comentário:

  1. Eu sei que o cara que escreveu isso tentou ler de forma literal mais ele precisa também lembrar do que aconteceu momentos atrás. O que Aioli teve com Milo foi um treino solo, em que Aiolia desejou tomar as 15 agulhas por conta própria para superar seu Carma e adquirir um novo nível de poder. Era algo estritamente possível apenas para ele. Não foi uma luta de x1. Pois Aioli a não revidou e nem sequer lutou. Ninguém derrubou Leão. Ele treinou, aguentou as 15 Agulhas e evoluiu para então logicamente curar suas feridas. Lendo esse resumo dá impressão que Aiolia chamou Milo pro x1 e perdeu. Por favor Leia o mangá direito e saiba fazer um resumo decente.

    ResponderExcluir