SAINT SEIYA ALFA

Saint Seiya: The Lost Canvas – A Saga de Hades Volume 11 - Capítulos 88 ao 96



Postado por  Jhonny Mantovani     janeiro 08, 2017    Marcadores:,, 

 “Finalmente, as duas barreiras que envolviam o castelo de Hades foram destruídas e o inimigo encontra-se praticamente desprotegido!!!” (Hakurei – página 21, capítulo 88, volume 11). Sim, e pouco a pouco o exército da esperança vai rompendo em êxito.

 Albafica de Peixes, Asmita de Virgem, Aldebaran de Touro, Manigold de Câncer e El Cid de Capricórnio, abriram à custa de muito sangue, um caminho rumo à vitória. E seguir em frente é o legado dos sobreviventes.
 Agora, o novo Grande Mestre é o irmão de Sage, Hakurei. 
“Não temam! Nossa força está no cosmo! No poder de nossos corações! Por Athena...pela Terra...pelos nossos companheiros e pelas próximas gerações...vamos avançar!!!” (Hakurei – páginas 23 e 24, capítulo 88, volume 11). Avançar sempre. Essa com certeza é uma das mensagens que mais gostamos de absorver de todas as histórias do grande universo Saint Seiya.

Após dar a mensagem de ânimo para os Cavaleiros, Hakurei se prepara para ir trancafiar Hypnos, pois era o que ele e seu irmão Sage mais desejavam. Enquanto isso, seu pupilo, Shion de Áries surpreende seu Mestre durante seus preparativos.
 Shion mal imagina o que vai presenciar. Não faz ideia do que está para participar. O peso de uma carga emocional, o peso da pressão psicológica. O desespero.
 É incrível como alguém possa ter pensado em uma história tão emotiva e bem elaborada quanto esta. O emaranhado de destinos não se chocam, mas se completam e se dividem, com nexo de causalidade. 

Todos se preparam para seguir em frente na Guerra Santa. Sísifo de Sagitário organiza as tropas de Athena juntamente com outros companheiros dourados. Atlas, discípulo de Hakurei, ajuda a transportar, através do poder de telecinese, a todos ali reunidos. Mas antes disso, Hakurei deve acertar umas contas antigas, sabe.
 É incrível o espírito de combate do velho Hakurei: firme, forte, determinado, emotivo e totalmente destemido. Ele encabeça a entrada no castelo de Hades. 
 Ainda falta uma poderosa barreira que envolve esse castelo, ser destruída. Ainda faltam alguns reencontros de Tenma e Alone, ainda faltam muitas revelações. Até então só visualizamos os Cavaleiros de Ouro que já morreram, que foram cinco. Estão faltando sete dourados. 
Hakurei e Hypnos. Uma história que começou há dois séculos precisa ser concluída. Mas que lindo, finalmente! Um componente dos exércitos do Imperador do Inferno, não é de se jogar fora! Simplesmente por ter o bom senso de não se contaminar pela arrogância que contaminou tantos outros companheiros do submundo.

 Hypnos surpreende a Hakurei logo que ele adentra o castelo, desbravando: “Magnífico!!! Aceite todo o respeito que tenho por vocês! Sempre me interesso pelos diversos sentimentos que vocês humanos possuem” (Hypnos – página 63, capítulo 90, volume 11). E parabéns pra você, Hypnos. Aceite todo nosso espanto.

A inteligência é uma excelência. Mas nem sempre segue o caminho da lógica. Hypnos após surpreender Hakurei, surpreende-o ainda instigando-o através daquilo que nós humanos mais temos encharcados em nosso ser: os sentimentos. “Vamos! Mostre sua obstinação. Se ela for insignificante, será o seu fim.” (Hypnos – página 66, capítulo 90, volume 11). Aquele componente do lado das trevas que aprecia a agonia humana.
 Tem aqueles que gostam da morte e tem aqueles que gostam de um bom drama, como Hypnos. E de repente, começa a cair do alto, Shion e Yuzuriha. Hakurei fica em estado de completa agonia. 
Realmente, meros Cavaleiros contra o poder avassalador de um deus poderoso como Hypnos, é algo temeroso. Na verdade, depende. 
 Hakurei invoca os Cavaleiros da última Guerra Santa. Levanta um cosmo poderosíssimo. Hypnos, seu fim está próximo. O fim de Hypnos chegou, mas o de Hades, nem tanto.
Ao tentar fincar a espada banhada pelo sangue de Athena para romper a barreira, a última barreira que envolvia o castelo e impedia o avanço do exército de Athena, Alone, então Hades, aparece e ataca fatalmente a Hakurei. Sim, com a morte de Hypnos ele saiu de seu ateliê, aquela “prisão” na qual foi posto com o poder dos deuses gêmeos.
 “O que é realmente admirável é a vivacidade de seu sangue.” (Alone, Hades – página 106, capítulo 92, volume 11). Alone, então Hades, esnoba, debocha e afronta todos ali, ao pintar um pequeno “traço” em seu rosto usando o sangue de Hakurei. Sim, o mestre Hakurei morreu em segundos com o poder de Hades. Shion de Áries presenciou a morte do seu mestre e estava frente a frente com Alone, então Hades, que, pormenoriza o ataque do ariano. Mas saiba, Alone, que isso vai mudar. Esse ariano é bom de briga, você não faz ideia.

 Ah! Será que foi por isso que Alone apareceu? Talvez.
Tenma aparece juntamente com Dohko de Libra; aquele guerreiro predisposto a tudo. Mas “Hades” estava diferente. Sua presença estava mais sombria, seu cosmo mais negro, seu poder mais descomunal. Agora tinha menos “Alone” naquele “Hades”; bem menos.

 Desesperado, Tenma ataca Alone, então Hades. Mas Alone dessa vez pegou pesado. Se não fosse Dohko, Tenma teria morrido. Isso mostra o quão obscuro estão os sentimentos de Alone.
Prestem bastante atenção! Dohko luta avidamente contra Alone, então Hades! Sim, ele abre uma brecha para que Shion recue com os outros. É necessário.
Fica Dohko sozinho, frente a frente com Hades, o qual fere gravemente o libriano. Hades o deixa caído dentro de seu castelo que está prestes a ser destruído, enquanto sobe as escadarias rumo aos céus, rumo à pintura que se espalha formando a grande pintura do “Lost Canvas”, a grande tela perdida. 
Tenma e Sasha na Terra, Alone nos céus. Na tela perdida, aliás. Mas o que tem mais nessa tela do que uma simples pintura? Bem, tem toda uma estrutura que iremos conhecer. Iremos adentrar em todas elas. 





 Todavia, se Hades rumou aos céus, ao Lost Canvas, Athena e seu exército também devem ir para lá. Mas como poderão ir aos céus? Por qual meio? Bem, enquanto Athena faz indagações a respeito, bate o desespero em Tenma, sentindo-se impotente por não ter ajudado a Dohko no castelo de Hades. “Quero ficar mais forte...!!!” (Tenma, página 180, capítulo 96, volume 11) diz Tenma, agonizando de desespero. Degel de Aquário, ouvindo sua lamúria, comenta: “Quer ficar mais forte, é?!” (Degel, página 180, capítulo 96, volume 11). É claro que ele quer! 
“No mediterrâneo, nesta direção, não muito longe do Santuário há uma ilha chamada Kanon. (...) Lá vivem demônios. Talvez eles possam lhe dar forças ou lhe trazer a morte...” (Degel, página 183, capítulo 96, volume 11). Pois é, queria apresentar com imensa satisfação o Cavaleiro de Gêmeos a quem Degel quis se referir. Um sujeito deveras temível que vivia nesta ilha e que conseguiu imenso poder. Seu nome é Defteros.

 Bem, Tenma. Você teve Dohko de Libra como mestre, até Asmita também passou ensinamentos. Agora chegou a hora da sua próxima experiência como pupilo. Prepare-se. 
Mas vamos levantar indagações conectivas: e quanto a Dohko que ficou praticamente morto ao ser atingido pela espada de Hades, caído no chão do castelo? E até agora, cadê os outros dois grandiosos Juízes do Inferno? Um morreu, sabemos. Kagaho, por onde anda? Pandora, então, não quero nem imaginar o que ela vai querer atrapalhar, já que adora ser pedra de tropeço para o exército de Athena. Entretanto, não esqueçamos desses detalhes, pois vão cumprir um papel importante daqui pra frente.

Atenção redobrada, já que daqui pra frente não há continuação em anime, isto é, no limiar do capítulo 95/96, do volume 11 o anime encontra suas últimas cenas. A preocupação agora é não perder os detalhes que são chaves para conexão do contexto geral. Algumas menções durante a contextualização dos resumos foram feitas justamente para ampliar a visão do contexto histórico. The Lost Canvas é uma história com uma conexão incrivelmente bem feita, tanto do começo, quanto do meio e do final. Vamos lá, estamos prontos!

Jhonny Mantovani

Sempre buscamos trazer notícias e matérias sobre Os Cavaleiros do Zodíaco com o máximo de qualidade possível. A equipe do Saint Seiya Alfa é formada por fãs que amam a franquia criada pelo mestre Kurumada e que se dedicam diariamente, trabalhando intensamente, parar tornarmos o Alfa um site completo para todos os fãs. Acreditamos que juntos podemos elevar Saint Seiya ao infinito!

Nenhum comentário:

Postar um comentário