11/10/2016

Há exatos 30 anos era lançado o anime Os Cavaleiros do Zodíaco!

No dia 11 de Outubro de 1986, há exatos 30 anos, estreava no Japão, através da TV Asahi, o primeiro episódio de Os Cavaleiros do Zodíaco, intitulado de "Revivam! Heróis Lendários" (よみがえれ! 英雄伝説), em uma época que o seu criador, o mestre Kurumada, não imaginava as proporções que a franquia tomaria, conquistando fãs em vários países ao redor do globo nos anos seguintes.

O mangá original vendeu mais de 34 milhões de cópias no Japão até 2013. Esta série tem sido muito bem sucedida no Japão, China, França, Itália, Espanha, Brasil, Chile, México, Argentina, Peru. No Brasil, o lançamento da série em 1994 foi responsável por mudar a maneira que o público assistia animes, desencadeando uma "anime-mania", dando origens a revistas especializadas e surgimento de quadrinhos no estilo mangá. Em outros países latino-americanos, como México e Argentina, o sucesso também foi grande. Em função do sucesso nos países de língua espanhola, a tradução brasileira do anime foi feita com base na dublagem em espanhol. Tanto o anime quanto o mangá foram lançados na China, Hong Kong e Taiwan por volta de 1990, dando início à adoração da animação japonesa e do mangá nesses países. No Canadá e Estados Unidos, a série não fez sucesso em sua primeira exibição. Somente em 2003, com o nome Knights of the Zodiac a série começou a ganhar fãs do continente norte-americano. A empresa responsável pelo licenciamento foi a DIC Entertainment. A série sofreu muitos cortes e enormes alterações na trilha sonora e na história, o que decepcionou muitos fãs. A saída foi lançar DVDs na íntegra sem cortes e alterações.



A SAGA DOS CAVALEIROS DA ESPERANÇA

A adaptação para anime foi baseada no mangá escrito e ilustrado por Masami Kurumada, e que estreou na revista Weekly Shōnen Jump em 26 de Novembro de 1985. O anime, produzido pela Toei Animation, foi dirigido por Kozo Morishita (episódios 1–73) e Kazuhito Kikuchi (episódios 74–114). Os desenhistas da obra foram Shingo Araki e Michi Himeno, com trilha sonora composta por Seiji Yokoyama. Os escritores responsáveis por adaptar a história de Kurumada foram Takao Koyama e Yoshiyuki Suga.

A série original do anime possui três sagas: Santuário (episódios 1–73); Asgard, exclusiva do anime (episódios 74–99), e Poseidon (episódios 100–114). Podemos considerar a saga de Hades parte da série original por se tratar da continuação oficial baseado no mangá, que se consiste em três séries OVAs: Santuário (episódios 115–127), Inferno (episódios 128–139), e Elíseos (episódios 140–145).
No Brasil, a série foi exibida originalmente pela extinta Rede Manchete entre 1994 e 1997 e foi reprisada pelo Cartoon Network a partir de 2003 e pela Band desde 2004, ambos em uma versão redublada. Em 2010, a Band exibiu a saga de Hades, até então inédita no país, e que foi reprisada em 24 de Dezembro de 2012. Em 2016 a RBTV (Rede Brasil de Televisão) anunciou a exibição da saga Clássica no Brasil no seu novo bloco oriental, à partir do dia 24 de Outubro, graças a parceria da emissora com a Toei Animation do Japão.

Saint Seiya começou a ser conhecido no ocidente como Os Cavaleiros do Zodíaco depois que se tornou sucesso na França em 1988, onde recebeu o nome de Les Chevaliers du Zodiaque, o que foi também o primeiro lançamento estrangeiro da série. Tanto o mangá original e a adaptação em anime foram muito bem sucedidos em vários países asiáticos, europeus e latino-americanos. Quatro filmes foram exibidos nos cinemas japoneses no período de 1987 à 1989: O Santo Guerreiro (1987); A Grande Batalha dos Deuses (1988); A Lenda dos Defensores de Atena (1989); e Os Guerreiros do Armageddon (1990). Porém o anime foi cancelado e ficou inacabado em 1989, deixando uma parte do mangá sem animação. Mas em 2002, a Toei Animation continuou o anime na forma de três séries OVAs, tendo a última finalizada em 2008, a fim de adaptar o restante da história do mangá, e, seguindo este renascimento da franquia, um quinto filme de animação saiu nos cinemas japoneses em 2004, o Prólogo do Céu, que deveria seguir a cronologia normal logo após o término do mangá, como um prólogo para um novo capítulo. A Toei Animation anunciou pela primeira vez que este novo capítulo seria uma nova série animada, mas depois Kurumada afirmou que queria que o filme fosse parte de uma trilogia. Toru Furuya (o dublador japonês de Seiya de Pégaso) revelou que, segundo Kurumada, nesta nova saga após Seiya de Pégaso derrotar Zeus, ele enfrentaria Cronos, o deus do tempo. Em 2006, o mestre Kurumada retomou a publicação do mangá, a partir da conclusão da obra original, continuando a história em Saint Seiya: Next Dimension, e com isso removeu Prólogo do Céu do cânone do universo de Saint Seiya. Um novo filme feito em CGI foi produzido pela Toei Animation e lançado em 2014, intitulado de A Lenda do Santuário, contando uma versão alternativa da Batalha das Doze Casas.



O LEGADO

O mangá original foi criado, escrito e ilustrado por Masami Kurumada na revista Weekly Sho-nen Jump entre 1986 e 1990 e dividido em 28 volumes, com cerca de 200 páginas cada volume.

Durante 2002, um novo mangá chamado Episode.G começou a ser produzido. Sendo uma prequela, sua história acontece 7 anos antes dos eventos do mangá original, com Aiolia de Leão como protagonista. Esta nova série de mangá foi escrita por Masami Kurumada e desenhada por Megumu Okada. Os capítulos foram publicados na Champion RED, formando vinte volumes, com 87 capítulos ao todo.

Ainda em 2006, outra série de mangá prequela chamada de The Lost Canvas começou a ser publicada, contando uma interpretação alternativa da Guerra Santa que ocorreu no século XVIII, foi publicada na revista Shōnen Champion, com desenho e história de Shiori Teshirogi e supervisão de Kurumada. O mangá foi finalizado no capítulo 223, com 25 volumes, em abril de 2011. Porém foi anunciado através da Shonen Chanpion que a série continuaria, lançando histórias dos Cavaleiros de Ouro sob o título de The Lost Canvas Gaiden, que rendeu 89 capítulos divididos em 16 volumes.

Em 2009 foi lançado diretamente em DVD o anime de The Lost Canvas, produzido pela TMS Entertainment, a 2° temporada da saga sendo lançada em 2011, porém o anime jamais foi concluído, ficando em um hiato perturbador para muitos fãs.

Uma nova série de anime da Toei Animation, com o nome de Saint Seiya Ω, começou a ser exibida em abril de 2012. Uma história original (spin-off ), que não segue a continuidade do mangá de Kurumada. A história se passa 25 anos após a final da série original (se passando por volta de 2012), contando a história de Kouga, uma criança que foi criada por Saori Kido e treinado por Shina de Cobra para se tornar o Cavaleiro de Pégaso.

Em junho de 2013, foi anunciado um terceiro mangá spin-off de Saint Seiya, intitulado Saintia Shô. A série apresenta guerreiras conhecidas como Saintia, que formam a guarda pessoal de Saori Kido, e conta com uma protagonista feminina, Shô de Cavalo Menor. O mangá é de autoria de Chimaki Kuori, sob encomenda de Masami Kurumada.

Em 2014 foi confirmado pela Toei animation a produção de uma nova série de anime, chamada de Soul of Gold, com uma nova história sobre os Cavaleiros de Ouro após os eventos da saga de Hades, trazendo Aiolia de Leão como protagonista, e as versões divinas das doze Armaduras de Ouro.

Em 2014 foi lançado mais um mangá spin-off, chamado de Episode.G ~Assassin~, escrito e ilustrado por Megumu Okada, e publicado pela editora Akita Shoten na revista Champion Red.

A franquia Os Cavaleiros do Zodíaco percorreu três décadas, se adaptando as novas gerações de fãs, e a geração que acompanhou o seu primórdio, e que vem se tornando cada vez mais exigente. A verdade é que sempre teremos novos animes, novos mangás, novos filmes e games de Saint Seiya, mas nada vai superar a saga original, seja para crianças ou adultos, para os que assistiram há décadas ou para os que estão começando a assistir hoje, o poder que "Os Cavaleiros do Zodíaco" tem nos faz realmente viajar, seguindo os passos de Seiya, como um Pégaso cavalgando sobre as constelações.


E para deixar a nostalgia fluir, confira a primeira abertura original do anime de 1986:

Nenhum comentário:

Postar um comentário